• Publicidade

Rinoplastia: em busca do nariz perfeito

Segundo a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, Rinoplastia é definida como qualquer cirurgia corretiva do nariz. Esse procedimento cirúrgico pode ser usado para reparar dificuldades respiratórias ou anormalidades estruturais do nariz e, para melhorar a aparência e a proporção do órgão.

Em um levantamento feito pela Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica, somente no Brasil, foram feitas mais de 65 mil rinoplastias em 2016. E, acredite ou não, esse número tem a ver com a crise econômica pela qual estamos passando.

Em 2014, os brasileiros eram os primeiros colocados no ranking mundial de rinoplastias, com o total de 77.224 procedimentos. Interessantemente, os homens têm procurado cada vez mais essa intervenção, porém as mulheres (jovens adultas) ainda lideram as estatísticas.

O preço dessa cirurgia varia de R$ 3.000 a R$ 15.000, a depender do tipo de procedimento, clínica e médico escolhidos. Felizmente, como quase tudo na atualidade, esse valor pode ser parcelado. De forma que, caso você precise por motivos de saúde ou estéticos, a rinoplastia é uma cirurgia acessível a todos.

rinoplastia-cirurgia-cuidados-riscos

Vamos entender melhor como é feito o procedimento, os tipos e quando é indicada essa cirurgia.

Como é feito o procedimento de Rinoplastia?

Existem vários tipos de rinoplastia: de redução, aumento, pós-traumática, reconstrutiva, funcional, secundária e estruturada. Mas, independentemente do tipo que seja requerido para correção do problema, o médico realizará o procedimento por meio de duas técnicas principais: aberta ou fechada.

  1. Rinoplastia aberta (exorrinoplastia): é feito um corte na parte externa do nariz através da columela (a estrutura que separa as duas narinas), de modo que o cirurgião consegue levantar a pele e expor todas as estruturas do nariz. Atualmente esta técnica é a mais usada, justamente porque o médico consegue enxergar e manipular melhor as cartilagens e demais estruturas do órgão.
  2. Rinoplastia fechada (endonasal): todo o procedimento cirúrgico é feito através das narinas. Neste caso, o especialista deve ser muito bem qualificado, uma vez que ele não terá uma visão completa do problema.

Além disso, para essa intervenção pode ser indicada anestesia geral ou local. Usualmente os pacientes são liberados no mesmo dia, somente em alguns casos o médico pede uma internação e observação por 24 horas.

Cuidados pós-operatórios

Ao sair da cirurgia você terá um curativo com gesso/placa termoplástica na região nasal, que deverá permanecer de 1-7 dias. Sua respiração também poderá ficar dificultada na primeira semana.

Os cuidados que você tem que tomar são:

  • Banho somente 24 horas após a intervenção, evitando molhar o curativo.
  • Descongestionantes nasais, recomendados pelo médico, estão liberados. Eles auxiliarão na respiração.
  • Nos primeiros 2 dias são indicadas compressas com gelo na região dos olhos e nariz (redução do inchaço).
  • A limpeza no curativo deve ser feita todos os dias, conforme o médico lhe ensinar. As vezes há recomendação de pomadas para hidratar a ferida, evitando ficar cicatriz.
  • Na hora de dormir utilize mais travesseiros, de modo ao seu rosto ficar elevado em relação ao corpo, evitando sangramentos. E sempre em decúbito dorsal (“de barriga pra cima”).
  • Os pontos devem ser retirados em 3-7 dias.
  • Os roxos e equimoses vão aparecer, não se assuste. Em 7-10 dias seu rosto deve desinchar por completo e voltar ao normal.
  • O uso de filtro solar é obrigatório, mesmo assim você deve evitar exposição direta no primeiro mês.
  • Depois de 15 dias você já pode começar a fazer exercícios leves, mas esportes de alto impacto ou de contato só depois de 3 meses.
  • O uso de maquiagem já é permitido após 24 horas do procedimento.

Há risco de complicações?

Como qualquer procedimento cirúrgico, existem SIM alguns riscos. Primeiramente há o risco associado a anestesia local ou geral. Além disso, podem ocorrer sangramentos, dificuldade respiratória, infecções e cicatrizações malsucedidas. Somando-se a isso, você pode simplesmente ficar insatisfeito com o resultado final do seu novo nariz.

Quem pode fazer a cirurgia?

Como já foi dito, a rinoplastia pode ser realizada por motivos estéticos ou de saúde. Na maioria dos casos ela é feita por pessoas que estão insatisfeitas com sua aparência.

Os candidatos para este procedimento são:

  • Pessoas que possuem um nariz torto ou fora do centro do rosto, devido a fatores genéticos ou traumas. Muitas vezes essas pessoas sentem dificuldade de respirar por causa da anormalidade do órgão. Um exemplo disso é o desvio de septo.
  • Pacientes com problemas respiratórios que podem obstruir as vias aéreas, como a popular carne esponjosa.
  • Pessoas insatisfeitas com o formato do nariz, seja por ele ser muito grande ou largo, por possuir saliências ou depressões na ponte, ponta muito alargada ou muito empinada, dentre outros problemas estéticos.

Os médicos recomendam que as meninas esperem até os 14 ou 15 anos. Já os meninos devem esperar um pouco mais. É essencial que toda a estrutura do rosto esteja completamente desenvolvida previamente à intervenção.

A mudança pode ser desde quase imperceptível até bastante radical, é preciso estar preparado psicologicamente. Por mais que seja uma coisa boa, uma correção, o nariz fica no centro do rosto, por isso a preocupação dos médicos em relação ao emocional dos pacientes.

Uma coisa que também não pode deixar de ser mencionada é: Não existe nariz perfeito! Calma, não estou dizendo que seu nariz é feio. Acontece que, todo mundo possui pequenos defeitos que facilmente seriam apontados por um especialista. É imprescindível que antes de você optar pelo procedimento, seja feita uma análise profunda de seus prós e contras.

Gostou do artigo? Curta e compartilhe. Quer saber mais ou dividir suas experiências? Deixe seu comentário.

Adicionar a favoritos link permanente.

Deixe uma resposta

  • Publicidade