• Publicidade

O que é, quais são as causas e os sintomas do Melanoma?

MelanomaO melanoma é um dos tipos de câncer de pele, não o mais comum, mas o mais grave. Existem alguns fatores que aumentam o risco de você desenvolvê-lo, incluindo talvez o mais importante deles, a exposição aos raios ultravioletas.

O sinal mais comum de melanoma é o surgimento de um novo sinal de pele ou a alteração de um já existente. Esses sinais podem aparecer em qualquer parte do corpo, mas são mais comuns nas costas, pernas e braços.

Na maioria dos casos, os melanomas possuem forma irregular e mais de uma cor. Eles também podem ser maiores que o normal, e se você os coçar, pode ocorrer um sangramento.

Sintomas do melanoma

Na maioria das vezes o primeiro sinal de um melanoma é um novo sinal (parecido com uma verruga) ou uma mudança em algum já existente. Normalmente, essas verrugas são arredondadas, com um borda lisa e não maior que 6 mm de diâmetro.

Consulte um médico o quanto antes se notar alguma alteração em um de seus sinais, especialmente se as mudanças ocorrerem dentro de algumas semanas. Para facilitar, preste atenção nas possíveis alterações:

  • Aumento de tamanho;
  • Mudança de forma;
  • Mudança de cor;
  • Sangramento;
  • Dou ou coceira;
  • Mudança no aspecto (formar uma espécie de crosta).

Uma maneira ainda mais fácil de diferenciar um sinal normal de um melanoma é utilizando o método “ABCDE” de verificação:

  • Assimetria (O melanoma maligno ao dividi-lo no meio apresenta uma metade diferente da outra, enquanto o benigno é totalmente simétrico);
  • Bordas (O melanoma maligno apresenta uma borda irregular e mal definida, enquanto o benigno tem a borda regular);
  • Cores (O melanoma maligno apresenta variações de cores, enquanto o benigno tem apenas um tom);
  • Diâmetro (O melanoma maligno tem mais de 6 mm de diâmetro, enquanto os benignos são menores, mas não é uma regra);
  • Evolução (Se um sinal mudar de tamanho ao longo do tempo é possível que essa seja um melanoma).

Como já mencionamos, os melanomas podem aparecer em qualquer parte do corpo. Em casos raros, um sinal pode se desenvolver no olho. Se você perceber uma mancha escura e alterações na visão, consulte o médico.

Causas do melanoma

A maioria dos cânceres de pele é causado pelo excesso de exposição à luz ultravioleta (UV), que danifica as células da pele. A principal fonte de luz ultravioleta é o sol. A luz solar contém três tipos de luz UV:

  • Ultravioleta A (UVA);
  • Ultravioleta B (UVB);
  • Ultravioleta C (UVC).

É importante que você saiba que algumas fontes de luz artificial também aumentam o risco de câncer de pele.

Sinais e manchas

Há mais chances de desenvolver o melanoma se você tiver sinais e manchas (tipo verrugas) pelo corpo, especialmente se eles são maiores de 5 mm e/ou tiverem forma irregular. Se você tiver sinais com essas características não quer dizer exatamente que você tenha um melanoma maligno, mas as chances aumentam em aproximadamente 60%. Por esse motivo, é importantíssimo monitorar seus sinais e evitar expô-los ao sol.

Histórico familiar

Pesquisas sugerem que o histórico familiar de câncer de pele aumenta suas chances de desenvolver a doença.

Risco aumentado

Algumas situações e características são associadas a um maior risco de desenvolver todos os tipos de câncer de pele, incluindo:

  • Pele clara (que não bronzeia facilmente);
  • Olhos azuis;
  • Cabelo ruivo ou loiro;
  • Um grande número de sardas;
  • Idade avançada;
  • Uma área de pele previamente danificada por queimadura;
  • Uma condição que debilita seu sistema imunológico (como o HIV);
  • Medicamentos que debilitam seu sistema imunológico (imunossupressores);
  • Exposição a certos produtos químicos (como a creosote e arsênico);
  • Um histórico de câncer de pele.

Diagnóstico da melanoma

O diagnóstico da melanoma geralmente começa com um exame de pele. Se você suspeita ou observou algo de anormal nos seus sinais, procure um dermatologista. Esse profissional irá examinar sua pele e se necessário irá remover o sinal e enviá-lo para um teste (biópsia) a fim de verificar se há indícios de melanoma.

A biópsia é geralmente realizada sob anestesia local, ou seja, a área em torno do sinal será adormecida para que você não sinta nenhuma dor. Se o câncer for confirmado, talvez você tenha que passar por uma operação para remover uma área mais ampla da pele.

Outros testes serão realizados se houver uma preocupação de que o câncer se espalhou para outros órgãos, ossos ou para sua corrente sanguínea. Dentre os quais estão:

  • Biópsia de linfonodo sentinela;
  • Exames de sangue;
  • Ressonância magnética;
  • Tomografia computadorizada;
  • Tomografia por emissão de pósitrons.

Tratamento da melanoma

O principal método de tratamento para o melanoma é a cirurgia, embora é necessário analisar as circunstâncias individuais. As pessoas com câncer de pele do tipo melanoma devem ser atendidas por uma equipe de especialistas, que muitas vezes inclui um dermatologista, um cirurgião plástico, um oncologista, um patologista e uma enfermeira especializada.

Para ajudá-lo a decidir sobre seu tratamento, a equipe irá considerar:

  • O tipo de câncer que você tem;
  • O estágio do câncer (tamanho e até onde ele se espalhou);
  • Sua saúde geral.

Não tenha dúvida de que os profissionais irão lhe recomendar o que eles acreditam ser a melhor opção de tratamento para o seu caso. No entanto, a decisão final será sua. Antes de ir ao hospital para discutir as opções de tratamento, faça uma lista com perguntas para descobrir quais as vantagens e desvantagens de cada tratamento.

Os cânceres de pele são causados na sua grande maioria devido a superexposição ao sol, mais especificamente aos raios ultravioletas. Por isso, evite se expor demais aos raios do sol nos horário de maior incidência. Faça um favor a si mesmo, se for realizar alguma atividade debaixo do sol use protetor solar de alta proteção.

O que você achou do artigo? Comente, curta ou compartilhe.

Leia também:
Você sabe qual o melhor protetor solar para o seu tipo de pele
Carcinoma Ductal in Situ (CDIS): É Câncer?
Alimentos Industrializados: 5 Motivos Para Eliminá-los De Vez Da Sua Vida!

Adicionar a favoritos link permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Publicidade