• Publicidade

Conheça as características, os benefícios e malefícios dos Óleos Vegetais

 Óleos vegetaisVocê já deve ter se perguntado se os óleos vegetais são saudáveis ou não, certo? Essa é uma dúvida de certa forma comum, já que as informações se contradizem bastante. Hora lemos que o óleo de canola é bom, hora lemos que o mesmo é prejudicial.

Com tantas opiniões divergentes, é realmente difícil chegar a uma conclusão sobre o que é saudável e o que não é.

Primeiramente, uma breve observação geral

Qualquer óleo vegetal que você comprar deve ser produzido naturalmente, ou seja, o alimento que deriva o óleo deve ser pressionado ao invés de processado através de métodos de extração química. Alguns tipos de óleo, a exemplo do azeite de oliva, podem ser prensados a frio.

Os óleos vegetais prensados a frio são de maior qualidade, já que temperaturas de processamento mais baixas preservam o sabor e as características do alimento base. Por incrível que pareça ainda não há uma regulamentação para o termo, por isso, na hora da compra, opte por marcas ou produtores confiáveis.

Mas afinal, o que são os óleos vegetais?

Os óleos vegetais são óleos extraídos a partir de várias sementes, frutos, etc. Entre os mais comuns estão o óleo de canola, de soja, de milho, e o de girassol. Ao contrário do óleo de coco ou do azeite de oliva, que podem ser extraídos por prensagem, esses óleos mais comuns são extraídos e processados de uma maneira nada natural.

Então a questão principal não é se os óleos vegetais são benéficos ou prejudiciais à saúde, o ponto é que alguns tipos de óleos vegetais trazem benefícios enquanto outros apresentam malefícios.

Quais são os melhores óleos vegetais?

Óleo de coco

Muitos nutricionistas irão dizer que o óleo de coco é ruim por conter gorduras saturadas, já outros acreditam que nem sempre esse tipo de gordura será ruim para o organismo.

Alguns estudos têm mostrado que o óleo de coco auxilia na redução do mau colesterol (LDL). Esse é um óleo bastante versátil e muito saboroso, utilizado para diversos fins, como temperos para saladas, no arroz, para fritar, grelhar ou para assar os alimentos. O óleo de coco é rico em vitaminas E, contém ácidos graxos e antioxidantes.

Na hora da compra, procure pelos não refinados e se for usar para fritar, frite em fogo baixo, pois o óleo de coco queima facilmente.

Azeite de oliva

Esse é um dos óleos vegetais que todo mundo deveria ter em casa, devido ao altos níveis de ácidos monoinsaturados e vitamina E. O azeite de oliva é bom para a saúde do coração e auxilia nas funções gastrointestinais.

Se você tiver que escolher apenas um tipo de óleo vegetal para ter em sua casa, escolha esse. Embora o azeite de oliva não seja a melhor opção para cozinhar, por queimar facilmente, suas vantagens se sobrepõe a essa questão.

Óleo de amendoim

O óleo de amendoim tem benefícios impressionantes na melhora do sistema imunológico, porém cuidado, devido ao alto teor de ácidos graxo esse óleo quando consumido em excesso pode trazer riscos à saúde.

Óleo de abacate

Extremamente nutritivo, esse é talvez o mais saudável de todos os tipos de óleos vegetais. Apena uma colher ao dia de óleo de abacate ajuda a secar a barriga, a controlar o diabetes e aumenta a imunidade natural do organismo.

O único problema é em relação ao preço, o óleo de abacate é o mais caro entre todos os óleos vegetais, dificultando assim o seu uso.

Quais óleos vegetais devo evitar?

  • Óleo “de” canola;
  • Óleo de milho;
  • Óleo de soja;
  • Óleo de girassol;
  • Óleo de cártamo;
  • Óleo de algodão.

Esses óleos deveriam ser evitados pelo simples motivo de serem produtos processados através de métodos químicos, como já mencionamos acima. Não é tão difícil ignorá-los nas prateleiras dos supermercados, embora os mesmos sejam utilizados na fabricação de uma série de alimentos processados.

A recomendação dos especialistas é que os alimentos devem ser fritos apenas em azeite de oliva, óleo de coco, manteiga (natural) ou banha de porco.

Os resultados de uma série de experimentos mudaram o parecer das indústrias de que os óleos vegetais ricos em gorduras poli-insaturadas, tais como o óleo de milho e o óleo de girassol, são melhores para a saúde do que as gorduras saturadas em produtos de origem animal.

Os cientistas descobriram que o aquecimento dos óleos vegetais leva à liberação de quantidades expressivas de produtos químicos chamados aldeídos, que têm sido associados a doenças graves, incluindo o câncer e as doenças do coração.

O artigo foi útil para você? Curta, comente ou compartilhe.

Leia também:
Veja alguns benefícios do óleo de coco
Conheça 7 óleos funcionais que ajudam a emagrecer
Conheça 6 fatos verdadeiros sobre o azeite
Como escolher o seu óleo de coco?

Adicionar a favoritos link permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Publicidade