• Publicidade

Asma – Conheça as causas, quais são os sintomas e o melhor tratamento!

A asma é uma doença que causa inflamação nos brônquios e pode trazer uma série de dificuldades na vida de quem a possui. Por ser crônica, significa que seu tratamento envolve a melhora de alguns dos sintomas, porém, sempre haverá a necessidade do uso de medicamentos contínuos por toda a vida. Apesar de ser controlável, o paciente asmático deverá ficar atento às causas que engatilham uma crise, para evitar que elas sejam frequentes. No artigo de hoje, iremos explicar como a Asma funciona, suas causas, sintomas e melhores tratamentos para que seja possível manter a qualidade de vida independente da doença. Confira!

Entendendo melhor o que é a Asma

bombinha contra asma

A asma é uma doença crônica que envolve o sistema respiratório como um todo. De forma bastante simples, podemos defini-la como uma sensibilidade pulmonar exagerada, ou seja, o paciente asmático tem uma propensão à irritabilidades nesse órgão ao menor sinal de agentes causadores, como excesso de poeira, por exemplo. Durante uma crise, há inúmeros sintomas e os mais frequentes deles são falta de ar e dificuldade de respirar. Bastante comum, a Asma atinge cerca de 10% da população mundial e é um problema que pode aparecer em qualquer idade, porém acomete muitas vezes as crianças, o que a torna ainda mais delicada.

Sintomas gerais da Asma

Além da dificuldade respiratória e a falta de ar intensa, existem outros sintomas que podem ser mais ou menos frequentes, dependendo do grau em que a doença se encontra. São eles:

  • Tosse que pode vir acompanhada ou não de muco nasal.
  • Falta de ar que se agrava quando o paciente faz algum tipo de atividade física. Muitas vezes, pode acontecer com exercícios simples, como caminhar alguns metros.
  • Respiração ofegante que pode ser agravada pela manhã ou a noite. Também é um sintoma da asma se esse mesmo sintoma se agrava em dias frios ou se ele cessa sozinho.
  • Dor no peito ao respirar.

Também é importante lembrar que existem alguns sintomas de risco. Ao menor sintomas deles, é necessário procurar a emergência médica. São eles:

  • Lábios de cor azulada ou rosto com a mesma coloração. Esse sintoma indica que a respiração está extremamente insuficiente e há o risco de morte eminente.
  • Muita dificuldade para se movimentar, confusão mental, sonolência extrema e pulso mais acelerado que o normal.
  • Excesso de suor e ansiedade agravada devido à crise.

Causas da Asma – Como evitar as crises e qual o tratamento?

A asma é uma doença crônica e não há de fato uma causa conhecida, uma vez que cada indivíduo apresenta a irritabilidade pulmonar a agentes causadores diferentes. Para entendermos como evitar as crises, é preciso ter em mente que existem alguns tipos diferentes de Asma. São eles:

  • Asma devido à exercícios: Esse tipo de Asma não é o mais comum, porém, ele deve ser citado. É quando uma pessoa apresenta crises envolvendo falta de ar devido à algum tipo de atividade física, que pode ser intensa ou não. Nesse caso, o tratamento deve ser direcionado para a prevenção do problema de forma específica, podendo ser receitado algum medicamento broncodilatador antes da prática esportiva.
  • Asma Ocupacional: A asma ocupacional acontece quando os gatilhos estão presentes no trabalho, como um produto químico ou mesmo poeira excessiva do ambiente profissional. Nesse caso, a doença costuma ser menos intensa e pode não envolver crises de falta de ar, mas apenas nariz congestionado e irritação nos olhos. O tratamento costuma envolver o afastamento do local sempre que possível ou o uso de medicamentos para alívio dos sintomas.
  • Asma comum: Já a asma comum, que atinge a maioria das pessoas é aquela que pode ocorrer a noite e devido à agentes simples, como poeira no ar e até mesmo a mudança climática. O tratamento envolve medicamentos, que podem ser antialérgicos ou anti-inflamatórios. Em casos mais severos, o uso das tão conhecidas bombinhas são essenciais, para que o pulmão volte a respirar corretamente. Também pode ser extramente necessário a manipulação de comprimidos diários, que irão diminuir a frequência das crises e trazer maior qualidade de vida ao paciente.

Cuidados Gerais para pacientes com Asma

A melhor forma de prevenir e cuidar de um paciente com Asma – especialmente as crianças – é observar os sintomas e evitar o contato com os agentes causadores o máximo possível, como deixando a casa sempre livre de poeiras e sujeiras. Dessa forma, as crises serão menos frequentes. Também é importante manter o tratamento sempre em andamento, mesmo em casos onde a doença parece ter cessado. Lembre-se que são os medicamentos que estão trazendo a qualidade de vida e eles não devem ser abandonados, a não ser que seja por recomendação médica.

Gostou do artigo de hoje? Curta e compartilhe com seus amigos! E, se você já sofreu com o problema, comente aqui embaixo sobre sua experiência, pois dividir informação é sempre uma ótima saída para ajudar quem está na mesma situação. Até o próximo artigo!

Adicionar a favoritos link permanente.

Deixe uma resposta

  • Publicidade