• Publicidade

Você sabe quais são os anticoncepcionais mais usados?

Métodos anticoncepcionaisAtualmente, existem cerca de 15 tipos distintos de anticoncepcionais que permitem desfrutar de uma relação sexual sem o risco de engravidar. Esses anticoncepcionais estão divididos em:

  • Métodos de barreira (Preservativos, diafragma, capuz cervical, esponjas contraceptivas e espermicidas);
  • Métodos hormonais (Pílulas anticoncepcionais, anéis vaginais, pílula do dia seguinte e injeções contraceptivas);
  • Dispositivos intrauterinos (DIU);
  • Esterilização (Vasectomia e ligadura das trompas).

Alguns desses métodos anticoncepcionais não serão apropriados para todas as situações. As escolhas da mulher assim como sua saúde devem ter um peso maior na hora da definição de qual método deverá ser usado.

Isso não quer dizer que o homem não deva ter sua opinião, mas quem engravida é a mulher, portanto, sua saúde, seu desejo de ter filhos e seu histórico médico familiar não podem ser descartados.

Métodos anticoncepcionais mais usados

Preservativo masculino

A camisinha masculina é 98% eficaz se usada corretamente, mas devido ao uso sem os devidos cuidados sua eficácia diminui para cerca de 80%.

Prós:

  • Os preservativos são a melhor e única maneira de proteger a si e ao seu parceiro(a) contra as doenças sexualmente transmissíveis (DST);
  • Quando usada corretamente, a camisinha é uma forma extremamente confiável para a prevenção da gravidez;
  • Esse método anticoncepcional só precisa ser usado no momento da relação sexual, não há necessidade de preparações antecipadas;
  • Na grande maioria dos casos, não há efeitos colaterais relacionados ao seu uso (salvo exceção para quem é alérgico ao látex).

Contras:

  • A camisinha pode escorregar ou estourar se o tamanho dela não for o adequado;
  • Pode causar irritações em pessoas alérgicas ao látex;
  • Algumas pessoas relatam que o uso da camisinha diminui a sensibilidade do ato.

Preservativo feminino

A camisinha feminina é geralmente mais cara que a masculina, mas são menos propensas a estourarem. Elas podem ser inseridas na vagina até oito horas antes do sexo, sendo sua eficácia de 95% se usada corretamente.

Prós:

  • Protege ambos os parceiros das doenças sexualmente transmissíveis (DST);
  • É uma forma muito eficaz (se usada corretamente) de prevenir a gravidez;
  • Na maioria dos casos, não há efeitos colaterais devido ao seu uso.

Contras:

  • Não está tão disponível quanto os preservativos masculinos;
  • Pode rasgar ou estourar se não usada corretamente;
  • Pode ser empurrada para dentro da vagina no momento do ato sexual.

Pílula anticoncepcional

As pílulas anticoncepcionais são muito utilizadas na prevenção da gravidez, tendo em sua composição os hormônios estrogênio e progesterona. Sua eficácia chega a 99% se usadas de acordo com as instruções. As pílulas anticoncepcionais devem ser tomadas diariamente.

Prós:

  • É fácil de tomar ou parar de tomar;
  • Pode aliviar a tensão pré-menstrual (TPM);
  • Ajuda a regularizar os ciclos menstruais.

Contras:

  • Não é indicado para mulheres com excesso de peso ou fumantes com mais de 35 anos;
  • Vômitos e/ou diarreias podem torná-las menos eficazes;
  • Há um risco (baixo) de efeitos colaterais graves, como coágulos sanguíneos e câncer de mama ou de útero;
  • Pode ter efeitos colaterais temporários, tais como dores de cabeças, náuseas e alterações de humor.

Dispositivo intrauterino (DIU)

O DIU é um pequeno dispositivo de plástico e cobre inserido no útero por um médico ou uma enfermeira.

Uma vez colocado no útero, o DIU pode prevenir a gravidez por até 10 anos, número esse que varia de acordo com o tipo de dispositivo. De qualquer maneira, ele pode ser removido a qualquer momento por um profissional de saúde. Sua eficácia na prevenção da gravidez é de 99%.

Prós:

  • Pode ser escolhido entre a opção com hormônios ou sem;
  • Você não precisa se preocupar com a prevenção da gravidez uma vez que o dispositivo foi inserido;
  • Quando removido, sua fertilidade volta ao normal.

Contras:

  • Pode tornar os sintomas da tensão pré-menstrual (TPM) mais intensos;
  • Existe uma pequena possibilidade de ocorrer uma infecção nos primeiros 20 dias após a inserção do dispositivo.

Injeção contraceptiva

A injeção contraceptiva é um método anticoncepcional reversível e de longa duração, que apresenta 99% de eficácia na prevenção da gravidez. Um médico ou enfermeira preparam uma injeção à base de progesterona, que após ser injetada garante que você não irá engravidar por geralmente 3 meses.

Prós:

  • Não é preciso se preocupar em tomar comprimidos todos os dias;
  • Pode reduzir os sintomas da TPM;
  • Pode reduzir o risco do câncer de útero.

Contras:

  • Uma vez aplicada a injeção, é impossível revertes seus efeitos até o seu prazo de funcionamento;
  • Efeitos colaterais podem ocorrer (ganho de peso e ciclo menstrual irregular);
  • Sua fertilidade pode demorar até 1 ano para voltar ao normal depois de ter parado de tomar as injeções contraceptivas.

Vasectomia

A vasectomia é um método anticoncepcional permanente para os homens que não desejam mais ter filhos. Os tubos que transportam o esperma dos testículos para o pênis são cortados, selados ou amarrados.

Prós:

  • Não será necessário se preocupar com a gravidez novamente;
  • Normalmente a cirurgia é realizada sob anestesia geral.

Contras:

  • É uma maneira de prevenção praticamente irreversível;
  • O pós-operatório pode ser desconfortável;
  • É uma decisão que precisa ser muito bem pensada antes de ser tomada.

Ligadura das trompas

A esterilização feminina é um método permanente para as mulheres que não desejam engravidar. As trompas de falópio (tubas uterinas) são cortadas ou seladas através de uma operação.

Prós:

  • Os períodos e o ciclo menstrual não são afetados;
  • Não será mais necessário se preocupar com a gravidez.

Contras:

  • É praticamente irreversível;
  • Pode ocorrer algum desconforto após a operação;
  • É necessário ter certeza de que esse método anticoncepcional é o mais adequado para você.

Esses são alguns dos métodos anticoncepcionais utilizados, sendo também os mais comuns. É importante que você saiba que os únicos capazes de evitar as doenças sexualmente transmissíveis sãos os preservativos, tanto masculino quanto feminino. A maioria dos métodos anticoncepcionais envolvem a decisão da mulher, portanto, se você é mulher e não está certa de qual a maneira mais adequada para o seu organismo, converse com o seu médico.

O artigo foi útil para você? Comente, curta ou compartilhe.

Adicionar a favoritos link permanente.

Um Comentário

  1. Como posso fazer se esquecer o dia que tomei o anticoncepcional injetável? Estou pensando em mudar de pílula pra injeção no período de amamentação. Aliás, vocês tem algum post falando sobre o Cyclofemina? Gostaria de mais informações. Obrigada!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Publicidade