• Publicidade

Conheça 10 alimentos que podem atrapalhar sua noite de sono

Conseguir ter uma boa noite de sono pode ser uma dificuldade para muita gente. O Instituto de Pesquisa e Orientação da Mente (IPOM) revelou que 69% dos brasileiros afirmam que têm problemas para dormir e a maioria costuma se sentir cansada e com sonolência no dia seguinte. Embora a alimentação não seja a principal causa da insônia, ela pode ser uma grande vilã ou aliada na hora de ir para a cama. Vamos conhecer alguns alimentos que perturbam o sono.

Existem alguns alimentos que devem ser evitados durante a noite para que você possa evitar a insônia e ter uma noite tranquila de, pelo menos 8h constantes de sono. A professora de Nutrição Clínica da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Anna Carolina Coimbra, separou uma lista com esses “vilões da alimentação noturna. Conheça um pouco sobre cada um deles e tente tirá-los do seu cardápio o quanto antes.

Dormir mal pode causar obesidade

Alimentos que perturbam o sono

Dentre os diversos problemas ocasionados pela falta de uma rotina saudável de sono, como doenças cardiovasculares, um deles é a maior propensão à obesidade. Enquanto dormimos, nosso organismo produz um hormônio chamado leptina. Essa substância controla a sensação de saciedade durante o dia. Portanto, passamos a comer menos.

Além disso, dormir menos do que o necessário faz com que o corpo produza mais outro tipo de hormônio, chamado de grelina. E esse é responsável por aumentar a fome e por reduzir o consumo de energia. E isso acaba acumulando peso e gordura.

Outro estudo, realizado pela Universidade de Chicago, demonstrou que aqueles que dormem entre 6h e 8h consecutivas diariamente queimam mais gorduras em comparação com os que dormem pouco ou que acordam várias vezes durante a noite. Os insones podem perder até 55% menos de gordura do que os demais.

Alimentos que perturbam o sono

Confira a lista do que você não deve consumir durante a noite:

1) CAFÉ : Rico em cafeína, o cafezinho favorito dos brasileiros pode dificultar o sono ou fazer com que ele seja mais agitado. O ideal é que essa bebida seja consumida, no máximo, até 3h antes de ir para a cama.

2) CHÁS RICOS EM CAFEÍNA (PRETO, MATE): Assim como o café, eles podem alterar o padrão de sono e gerar refluxo. Se a pessoa gostar de chá, pode optar pelos calmantes, como é o caso da erva-doce e da camomila.

3) REFRIGERANTES: Já reparou que, quando você vai a uma festa muito tarde, chega em casa e não consegue dormir direito? Um dos motivos pode ser o refrigerante. Essas bebidas aumentam o risco de refluxo durante a noite e geram desconforto abdominal, além de gases.

4) FRUTAS OU SUCOS DIURÉTICOS: Comer frutas, tanto ao longo do dia quanto no horário da ceia, é uma das maiores indicações idos nutricionistas. Mas, no caso daquelas com efeito diurético, como abacaxi, melancia, melão, pêra e limão, alguns cuidados devem ser tomados. Você até pode consumi-los à noite, mas numa quantidade reduzida, e não muito próximo da hora de dormir. Isso porque o sono pode ser atrapalhado pelas vezes que você precisará levantar para ir ao banheiro.

5) ABACATE: Outra fruta que também deve ser evitada à noite é o abacate. Rica em gorduras, mesmo que sejam “do bem”, essa belezinha pode acabar deixando o sono mais agitado por desviar parte do fluxo sanguíneo para o processo digestivo. E a regra vale para qualquer alimento gorduroso, no geral.

6) ALIMENTOS COM ALTO TEOR DE GORDURA: Como dito acima, os alimentos gordurosos devem ser evitados à noite. E, além dos mais naturais, como aquela feijoada cheia de carnes, os produtos industrializados são alguns dos maiores exemplos. Nessa lista, entram as lasanhas prontas, pizzas, sorvetes e tudo o que pode gerar azia e mal estar. Essas opções podem inclusive levar ao refluxo.

7) BEBIDA ALCOÓLICA: Beber aquela cervejinha de noite com os amigos pode ser um dos passatempos favoritos de muitos adultos. Mas é importante dar um intervalo de umas 3h antes de dormir. De acordo com a nutricionista Anna Carolina Coimbra, isso pode altera os padrões de sono e vigília.

A bebida alcoólica deixa o sono agitado e pode anular o ciclo de sono profundo, no qual temos a sensação de descanso. Além disso, também pode gerar refluxo”, alerta Coimbra.

8) CHOCOLATE: Qualquer tipo de chocolate deve ser evitado antes de dormir. E isso vale até mesmo para aqueles ricos em cacau (amargos). O alto teor de cafeína contido nessas delícias atrapalha a qualidade do sono. O refluxo é outro problema que pode acontecer.

9) ALIMENTOS PICANTES: Podem irritar o estômago e o intestino, gerando azia e mal estar, que vão implicar em perda da qualidade do sono. Portanto, é bom deixar aquelas comidas mexicanas ou indianas para outro momento. O acarajé também pode ficar para o dia seguinte.

10) ALIMENTOS RICOS EM AÇÚCAR: Estes alimentos liberam glicose de forma muito rápida na corrente sanguínea, o que atrapalha a sensação de relaxamento e pode contribuir para o ganho de peso. Nessa lista, estão o mel e os açúcares refinados, encontrados em achocolatados, chocolate, doces, balas e muitos outros.

11) CARNES (ESPECIALMENTE A VERMELHA): Não há nada mais tentador do que um churrasco com o pessoal. Mas as carnes são alimentos de difícil digestão. Com isso, o fluxo sanguíneo é desviado para auxiliar no processo digestivo. E o padrão de sono adequado acaba sendo alterado.

Portanto, para ter uma noite de sono reparadora, o ideal é passar longe dessas opções e evitar estes alimentos que perturbam o sono. E lembre-se de que, no geral, comer com menos de 3h de intervalo antes de ir para cama, já pode fazer com que você durma de forma pior. Tente fazer refeições mais leves e com certa antecedência.

Adicionar a favoritos link permanente.

Deixe uma resposta

  • Publicidade