• Publicidade

Saiba como desenvolver hábitos para ter uma alimentação consciente e evitar a autoagressão alimentar

Todos os dias ouvimos e vemos anúncios de dietas mágicas, que prometem milagres em pouco tempo. Existem dietas sérias, mas na maioria das vezes as pessoas realizam dietas sem nenhuma fundamentação nutricional. E assim, milhares de pessoas, pressionadas por modelos sociais de beleza, se submetem às mais variadas formas de autoagressão alimentar. Saiba como desenvolver hábitos para ter uma alimentação consciente e ter disposição.

Autoagressão alimentar

 

A autoagressão alimentar é um tipo de violência que ocorre quando uma pessoa submete seu próprio corpo ao consumo de alimentos que não fazem bem à sua saúde. Quando alguém ingere uma enorme quantidade de calorias, sem nutrientes, é um clássico caso de autoagressão alimentar. Mas também é autoagressão alimentar permanecer muito tempo sem comer, ou não consumir alimentos que forneçam nutrientes suficientes para o bom funcionamento do organismo.

Nem sempre a autoagressão alimentar é feita de maneira consciente e, os motivos para isso acontecer podem ser bem variados. O importante é saber que atos de autoagressão alimentar causam problemas graves e impactam na qualidade de vida e bem-estar das pessoas.

Hoje vamos falar sobre uma dieta que vem ganhando cada vez mais adeptos, não por impulsionar a autoagressão alimentar, mas por propiciar uma alimentação consciente. Continue lendo o artigo, pois vou mostrar para você:

  • O que é alimentação consciente

  • Os benefícios da alimentação consciente

  • Dicas para ter uma alimentação consciente

O que é alimentação consciente

alimentação consciente

A alimentação consciente é uma forma de alimentar o corpo, a alma e a mente de maneira integrada. É uma forma de alimentação pautada pela valorização da saúde e bem-estar das pessoas.

Está relacionada à ideia de que o ato de se alimentar não se resume ao ato de saciar a fome ou pior, o desejo de comer, mas a uma experiência multissensorial, que envolve todos os sentidos: tato, audição, paladar, visão e olfato.

E, mais do que os sentidos, envolve os sentimentos expressos pelo coração e pela mente.

O ato de se alimentar é sagrado para muitas culturas, mas a correria do dia-a-dia faz com que muitas pessoas sequer parem para comer.

Sempre que possível faço caminhadas após o almoço e, nas ruas das grandes capitais é comum ver pessoas comendo em pé, com o celular no bolso, o fone no ouvido e engolindo, entre o atendimento de um cliente ou outro, uma comida que sabe lá o que é.

Se você perguntar para essa pessoa depois de algumas horas o que ela comeu. Ela irá dizer que não lembras e, aliás, que está com fome.

Claro, ingeriu um grande número de calorias, mas não nutriu o corpo.

A alimentação consciente é o oposto disso tudo, pois se trata de valorizar as refeições, como momentos especiais, nos quais se dá atenção à quantidade e qualidade do que é consumido.

Trata-se de um verdadeiro investimento de longo prazo em saúde e bem estar.

Os benefícios da alimentação consciente

Quando estou falando de uma alimentação consciente, estou naturalmente falando de uma alimentação saudável.

Isso significa dizer que estou falando de uma alimentação balanceada, nutritiva e equilibrada, com impacto positivo na saúde física, emocional e estética.

Conheça alguns benefícios de manter uma alimentação saudável:

  • Diminuição e manutenção do peso

  • Aumento de disposição

  • Prevenção de doença

  • Melhora do humor

  • Fortalecimento dos ossos

  • Equilíbrio hormonal

  • Regulação do organismo

Maravilho não é. Mas a alimentação consciente agrega ainda mais benefícios do que os já conquistados com a alimentação saudável.

Veja os benefícios que a alimentação consciente pode trazer para você

  • Autoconhecimento: Tornar-se consciente da fome física e dos sinais de saciedade para guiá-lo nas decisões de começar e parar de comer.

  • Estimulo cognitivo: Tornar-se capaz de fazer uso de todos os sentidos na escolha do alimento

  • Conhecimento nutricional: Tornar-se consciente das oportunidades positivas e nutritivas que estão disponíveis pela seleção e preparação da comida

Esses benefícios podem estar presentes na sua alimentação. Para ajudar seguem algumas dicas.

Dicas para ter uma alimentação consciente

Essas dicas são bem simples, e podem estar no seu dia-a-dia.

  • Priorize alimentos naturais

  • Consuma alimentos que promovam a remoção de toxinas

  • Ingira bebidas que purifiquem o sangue

  • Aumente o consumo de fibras

  • Aumente e varie o consumo de frutas e verduras

  • Diminua o consumo de sal e açúcares

  • Beba água, mas muita água.

As grandes mudanças não acontecem de uma hora para a outra, mas resultam na melhoria da qualidade de vida, por isso valem à pena. Para começar a ter uma alimentação consciente que tal adquirir o hábito de tomar um copo de água morna com limão antes do café da manhã.

Você vai precisar de força de vontade, por isso desejo que a força esteja com você.

Se você gostou do artigo compartilhe e, permita que mais pessoas possam desenvolver hábitos de alimentação consciente.

Leia também…
Conheça 10 alimentos que podem atrapalhar sua noite de sono
Sem grana para academia!? Descubra os benefícios da caminhada

Adicionar a favoritos link permanente.

Deixe uma resposta

  • Publicidade